PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Estudo: Rio e São Paulo são as cidades com mais mortes por covid-19 no país

Limpeza de leito de UTI no hospital da rede Sancta Maggiore, unidade localizada no bairro Paraíso, onde aconteceu a maioria das mortes causadas por COVID-19 em São Paulo.O hospital faz parte da rede de atendimento da Prevent Senior - Avener Prado/UOL
Limpeza de leito de UTI no hospital da rede Sancta Maggiore, unidade localizada no bairro Paraíso, onde aconteceu a maioria das mortes causadas por COVID-19 em São Paulo.O hospital faz parte da rede de atendimento da Prevent Senior Imagem: Avener Prado/UOL

Do UOL, em São Paulo

16/12/2020 11h37Atualizada em 16/12/2020 12h25

A cidade do Rio de Janeiro é a que mais registrou número de óbitos em função da covid-19 nos últimos 14 dias no país, com um total de 657 mortes, seguido por São Paulo, Distrito Federal e Porto Alegre. Os dados foram divulgados pelo pesquisador da Universidade Federal de Viçosa, Wesley Cota.

O ranking com as vinte cidades com maior registro de mortes no Brasil mostra que duas ficam na Região Metropolitana do Rio, sendo elas Nova Iguaçu e São Gonçalo. Já a capital paulista, que aparece em seguida do Rio, teve um total de 584 mortes nas últimas duas semanas.

Distrito Federal e Porto Alegre estão após as duas capitais do Sudeste com maior número de óbitos. Mesmo com o avanço de casos e mortes, o país desativou um terço dos leitos de UTI criados no SUS (Sistema Único de Saúde) para tratar com exclusividade os pacientes que contraíram a covid-19.

Até julho, havia um total de 10.228 leitos na rede pública, momento em que houve pico de mortes e casos no Brasil. Com o novo aumento de contágios, estão disponíveis 6.941 leitos, o que representa uma queda de 32%. O Rio de Janeiro e as regiões Norte e Nordeste foram as que mais extinguiram leitos para tratar os casos do novo coronavírus, segundo informações do CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde), do Ministério da Saúde.

O país concentrou ontem 915 novas mortes por covid-19, o maior número desde o dia 12 de novembro, em que foi registrado um total de 926 óbitos, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa que o UOL integra.

Até o momento, o Brasil registra 182.854 mortes causadas pela doença desde o início da pandemia, com um total de 44.849 diagnósticos positivos. De acordo com o levantamento do consórcio, foram 667 mortes em média nos últimos 7 dias, o que representa uma aceleração de 25% em 14 dias. A média móvel de mortes acelerou nos últimos 12 dias.

O Distrito Federal e dezoito estados já apresentam alta na média móvel de óbitos. Apenas a região Norte apresentou estabilidade, enquanto as demais estão em aceleração no número de casos. A média móvel é o cálculo dos registros observados nos últimos sete dias e é indicada por especialistas para medir a situação das mortes por causa da covid-19.

Coronavírus