PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Primeira indígena a ser vacinada é técnica de enfermagem e tem 50 anos

Vanuzia Costa Santos, 50, é a primeira indígena do Brasil a se vacinar contra a covid-19 - Divulgação
Vanuzia Costa Santos, 50, é a primeira indígena do Brasil a se vacinar contra a covid-19 Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/01/2021 17h07

Primeira indígena a se vacinar contra a covid-19 no Brasil, Vanuzia Costa Santos, 50, mora na aldeia multiética Filhos dessa Terra, localizada no bairro Cabuçu em Guarulhos.

Técnica de Enfermagem e assistente social, Vanuzia é também presidente o Conselho do Povo Kaimbé, originário do Nordeste. Ela afirma que deseja um dia retornar para cuidar dos moradores da aldeia de Massacará, na cidade de Euclides da Cunha, Bahia, onde nasceu.

Hoje, Massacará tem cerca de 200 famílias, cerca de outras 180 famílias deste povo residem em São Paulo. Vanuzia veio morar no estado em 1988 para trabalhar.

'Sou defensora da vida'

"Fiquei muito feliz de participar deste momento. Sou defensora da vida, de outras vacinas, da prevenção, saúde. Devemos valorizar a educação, a ciência, e isso pode ser conciliado mantendo uma crença, com as rezes e a medicina tradicional do meu povo", afirma

Ela afirma ser necessário sensibilizar demais famílias indígenas sobre a importância da imunização. Como técnica de enfermagem Vanuzia atuou na Casa do Índio, onde trabalhou por 10 anos.

Vanuzia foi diagnosticada com covid-19 no começo de maio. Solteira, com um filho de 24 anos, relata o sofrimento provocado pela doença: dor no corpo, tosse, muita falta de ar, além da ausência de olfato e paladar que persistem até hoje.

"Não fui para o hospital porque ajudava a cuidar de outras seis pessoas, precisava ter força para dar uma palavra de conforto e cuidar deles, sem me abater. Tinha um oxímetro mas não media minha respiração para não me apavorar. Fiz o teste em 15 de junho e já estava curada", afirmou.

Coronavírus