PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Estados começam a distribuir as doses da vacina de Oxford às cidades

Carolina Marins

Do UOL, em São Paulo

24/01/2021 19h08

Os estados brasileiros já receberam as doses da vacina de Oxford/AstraZeneca liberadas ontem pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Alguns começaram a distribuição aos municípios já hoje, outros informaram que começarão a entregar as doses ao longo desta semana.

Paraná

O Paraná foi o primeiro estado a iniciar a distribuição para o interior e litoral hoje e concluiu a entrega em oito horas. Todas as 85.500 doses enviadas ao estado já chegaram às 22 regionais de saúde e a expectativa é que a imunização comece já amanhã nos municípios.

"Distribuída em tempo recorde, menos de oito horas, a distribuição deste segundo lote vai permitir que os 399 municípios do Paraná possam começar a aplicar os imunizantes contra a covid-19 a partir das 8h desta segunda-feira (25), em todas as 1.850 salas de vacinação espalhadas pelo Estado", informou a Secretaria de Saúde do estado em seu site.

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro, estado sede da Fiocruz, foi o primeiro a receber suas doses e já informou que começará amanhã a distribuição para as cidades. Além disso, a Subsecretaria de Vigilância em Saúde do estado informou que todas as doses terão aplicação imediata, já que a segunda dose da vacina pode ser ministrada em até 90 dias, tempo suficiente para uma nova produção.

De acordo com o governo do Estado, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) já está com toda a logística aérea e terrestre preparada para que as vacinas sejam entregues aos municípios a partir da manhã.

"Uma grande operação foi montada para que todas as cidades possam dar início a essa nova fase da vacinação assim que receberem as doses e as recomendações técnicas da secretaria, oriundas do ministério", disse o governo do RJ em nota.

São Paulo

Já São Paulo, estado que recebeu o maior lote (501 mil), ainda não soube precisar uma data para início da distribuição, a Secretaria Estadual de Saúde disse apenas que será feito ainda nessa semana. O estado recebeu suas doses em dois voos e as encaminhou ao centro de distribuição da secretaria, no bairro de Pinheiros.

"As grades serão programadas pela equipe técnica do Plano Estadual de Imunização (PEI) de SP para envio regionalizado no decorrer da semana, visando abastecer as 645 cidades", informou a secretaria ao UOL.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), também confirmou em seu Twitter o início da distribuição para as cidades já neste domingo e cobrou do governo federal mais agilidade na compra e envio de novas doses.

"Por possuir resposta imunológica precoce ampla, garantindo que se possa esticar o prazo de aplicação da segunda dose para 90 a 120 dias à frente, isso permitirá que apliquemos todas as doses sem que seja preciso guardar 50%, como ocorreu com a CoronaVac", detalhou o secretário de Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Mato Grosso do Sul

O governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) também anunciou a distribuição imediata das doses do estado para as 79 cidades. "Determinei a distribuição imediata, como foi no primeiro lote, para que as doses cheguem rapidamente aos 79 municípios de nosso estado, possibilitando a continuidade da vacinação da população", disse em seu Twitter.

Piauí

O Piauí também começará a sua distribuição ainda hoje, segundo o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto. "Será utilizado o mesmo procedimento que tivemos na primeira remessa. A partir de agora, nossos veículos da Secretaria de Saúde passam a levar as doses de vacinas para os Territórios dos Cocais, Carnaubais e Entre Rios. Também faremos a entrega para a Fundação Municipal de Saúde de Teresina e, amanhã, a partir de seis horas começam os roteiros para Parnaíba, Floriano, Picos, Bom Jesus e São Raimundo Nonato para que a gente faça, até as 10 horas, a remessa de vacinas chegarem em todas as regiões do Estado do Piauí", disse.

Outros estados como Rio Grande do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Norte confirmaram que iniciarão a distribuição às demais cidades amanhã.

Veja a seguir o total de doses para cada estado:

  • Rio de Janeiro - 185.000
  • São Paulo - 501.960
  • Ceará - 72.500
  • Amazonas - 132.500
  • Roraima - 4.000
  • Alagoas - 27.500
  • Pernambuco - 84.000
  • Paraná - 86.500
  • Sergipe - 19.000
  • Distrito Federal - 41.500
  • Goiás - 65.500
  • Santa Catarina - 47.500
  • Rio Grande do Sul - 116.000
  • Paraíba - 36.000
  • Espírito Santo - 35.500
  • Bahia - 119.500
  • Mato Grosso - 24.000
  • Rondônia - 13.000
  • Acre - 5.500
  • Mato Grosso do Sul - 22.000
  • Tocantins - 11.500
  • Maranhão - 48.500
  • Piauí - 24.000
  • Pará - 49.000
  • Amapá - 6.000
  • Minas Gerais - 190.500
  • Rio Grande do Norte - 31.500

O UOL somou a distribuição das doses divulgada e o total é de 1.999.960 doses. A reportagem questionou o Ministério da Saúde sobre o motivo da redução em 40 doses ante o total anunciado. Segundo a assessoria, as 40 doses seriam a "perda estipulada" —conceito relativo àquilo que poderia se perder em razão de roubo, extravio ou transporte.

Essas doses foram produzidas pelo laboratório indiano Serum e compradas pelo Ministério da Saúde. Futuramente, a Fiocruz deverá produzir a vacina em seus laboratórios no país.

Além dos dois milhões de doses distribuídas hoje, já foram disponibilizadas para os estados seis milhões de doses da vacina CoronaVac, importadas da China pelo Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo.

Saúde