PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Reserva indígena no MS enfrenta resistência à vacina e surto de coronavírus

Rumores de que vacina transformaria em jacaré têm atrapalhado vacinação em Dourados - Polo Base de Saúde Indígena/Divulgação
Rumores de que vacina transformaria em jacaré têm atrapalhado vacinação em Dourados Imagem: Polo Base de Saúde Indígena/Divulgação

Daniel César

Colaboração para o UOL, em Pereira Barreto (SP)

26/02/2021 18h48

A Reserva Indígena de Dourados (MS) vem enfrentando dois problemas simultâneos. Ao mesmo tempo em que o local mostra crescimento recorde de casos positivos do novo coronavírus, os profissionais de saúde têm tido resistência para vacinar os índios contra a covid-19 por conta de fake news que estão sendo espalhadas na região.

Segundo o Boletim Epidemiológico liberado pela Prefeitura, a reserva de Dourados teve 51 casos positivos de coronavírus apenas hoje. Esses casos são altos, levando-se em conta que foram testados 90 moradores — o que significa 56,6% de contaminados.

A reserva conta com baixo índice de vacinação. Apenas 61% da população foi vacinada, mesmo com indígenas fazendo parte do grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde do PNAI (Plano Nacional de Imunização).

E o baixo índice de vacinação se deve parte pela pouca quantidade de imunizantes, mas principalmente pela resistência dos indígenas em aceitar a vacinação. "Embora a adesão esteja alta, estamos enfrentando resistência de grupos porque estão com um pouco de medo", informa Mariana Januário, que faz parte da equipe que coordena o Polo Base de Saúde Indígena.

A enfermeira confirmou à reportagem várias notícias falsas correm nas aldeias da reserva — a principal é de que quem se imuniza com doses da vacina vira jacaré. Também vêm sendo amplamente divulgadas histórias sobre índios virarem zumbis caso se imunizem, e até a possibilidade de tratar-se de uma arma biológica para o extermínio de todas as tribos da região.

A profissional de saúde explicou que o combate a fake news vem sendo feito diariamente. "Temos feito inúmeras campanhas de conscientização e contado também com a ajuda de importantes lideranças indígenas para romper a barreira", salienta.

A expectativa do Polo de Saúde é vacinar todos os indígenas acima de 18 anos da reserva, que chegariam a 10.382 pessoas. No entanto, até o momento, foram imunizados 6.636 indígenas.

Dados da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Dourados indicam que, até aqui, a reserva já teve 832 casos positivos de coronavírus, quase 8% da população que pode ser vacinada.

Coronavírus