PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Brasil atinge 7,9 milhões de vacinados contra covid, 3,75% da população

Mais de 2,6 milhões receberam as duas doses da vacina no país - iStock
Mais de 2,6 milhões receberam as duas doses da vacina no país Imagem: iStock

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/03/2021 20h06Atualizada em 05/03/2021 21h11

Nesta sexta-feira (5), o Brasil atingiu a marca de 7,9 milhões de vacinados contra a covid-19. No total, 7.941.173 de brasileiros receberam ao menos uma dose da vacina, o equivalente a 3,75% da população nacional. O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

A primeira dose de imunizante foi aplicada em 269.948 pessoas nas últimas 24 horas em todo o país. Já 147.177 brasileiros receberam a segunda dose de ontem para hoje.

Ao todo, 2.611.071 pessoas receberam as duas doses da vacina, de acordo com recomendação dos laboratórios que produzem a CoronaVac e a Oxford/AstraZeneca. O número corresponde a apenas 1,23% da população do país.

Proporcionalmente, o Amazonas continua como o estado com o maior número de vacinados: 278.566 habitantes receberam pelo menos uma dose de imunizante. Isto equivale a 6,62%% da população local. O Pará permanece como o estado com menor porcentagem de aplicação da primeira dose, com apenas 1,87%.

Mato Grosso do Sul segue em primeiro como o estado que, em termos percentuais, mais aplicou a segunda dose: 2,02% de sua população.

Saúde vai receber e entregar lotes semanais da vacina do Butantan em março

O Ministério da Saúde vai receber lotes semanais da CoronaVac pelo Instituto Butantan e fará repasses no mesmo período aos estados. O cronograma foi divulgado hoje pela pasta.

Serão recebidas 22,7 milhões de doses do imunizante contra a covid-19 até o dia 31 de março. As entregas começaram na última quarta-feira (3). A próxima remessa, com 2,6 milhões de doses, será enviada aos estados e ao Distrito Federal na semana que vem.

"Assim que os imunizantes são entregues ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO), o Ministério da Saúde organiza a divisão de forma proporcional e igualitária aos estados e Distrito Federal. Posteriormente, as doses são enviadas às Unidades da Federação (UF), responsáveis por distribuir as vacinas a todos os municípios brasileiros", diz a nota divulgada pela pasta.

Na segunda quinzena de março, está prevista a entrega de 3,8 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford - será o primeiro lote produzido no Brasil pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) com matéria-prima importada. Também são esperados mais 2,9 milhões de doses do mesmo imunizante, adquiridos via consórcio Covax Facility.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Você utiliza a Alexa? O UOL fornece informações à inteligência artificial por voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados do número de brasileiros vacinados contra a covid-19. Para saber sobre a vacinação no país ou no seu estado com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, quantas pessoas já foram vacinadas no Brasil?", por exemplo, ou "Alexa, quantas pessoas foram vacinadas?". Nos encontramos lá!

Coronavírus