PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Para vacinar idosos, enfermeira coloca pedras em estrada de barro no Ceará

Daniel Silva

Colaboração para o UOL, em Fortaleza

06/03/2021 17h44

Não era o trabalho de Ana Kalini Aquino, mas foi necessário realizá-lo para conseguir vacinar 20 idosos contra covid-19 na zona rural de Pedra Branca, interior do Ceará. A enfermeira precisou colocar pedras na estrada de barro para que o veículo da prefeitura conseguisse passar. O trabalho "extra" aconteceu na sexta-feira (5), foi gravado e viralizou na internet.

Essa dificuldade de acesso é comum porque Pedra Branca fica em uma serra. Mas isso é um "chato corriqueiro" digamos assim, principalmente, agora que estamos em época de chuva. Essa não foi a primeira vez.
Ana Kalini Aquino, enfermeira

Pedra Branca tem pouco mais de 43 mil habitantes, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A enfermeira disse que trabalha há seis anos na região.

Idoso de 102 anos foi vacinado após esforço da equipe de saúde - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Idoso de 102 anos foi vacinado após esforço da equipe de saúde
Imagem: Arquivo pessoal

Ao UOL, Ana Kalini contou que já precisou até empurrar carro atolado para atender pacientes. "A enfermagem praticamente abarca tudo. A gente faz muito além do que a nossa competência profissional para atender o que paciente que precisa. Não no sentido de ultrapassar outras profissões, mas de improvisar as coisas para que o atendimento aconteça."

Na sexta, ela estava acompanhada por outros profissionais: um agente de saúde, duas técnicas de enfermagem e o motorista. De acordo com ela, a gravação do vídeo foi necessária para solicitar autorização de sua coordenadora para vacinar outros idosos que não estavam na lista de prioridade nesta etapa da vacinação.

"Nós pedimos autorização dela para que a gente pudesse vacinar os outros idosos. Nós gravamos o vídeo para justificar para a coordenadora de imunização que ficaria difícil para a gente vacinar apenas os idosos de 90 anos e acamados como deveria ser", disse.

Ao todo, 20 idosos com idade entre 80 a 100 receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19 no mesmo dia pela equipe de Ana Kalini. Um deles foi Francisco Henrique de Lima, de 102 anos.

Para ela, a maior satisfação em seu trabalho é ter o reconhecimento dos próprios pacientes. "A gente faz porque a satisfação no olho do paciente que a gente atende quando chegamos para vaciná-los. Foi esse o caso. Um idoso de 102 e lúcido, recebendo a gente para tomar a vacina", contou. "Então, a satisfação do profissional de saúde é essa: ter o reconhecimento do povo."

Segundo o Ministério da Saúde, o Ceará já registrou 440.243 casos de covid-19 e 11.586 mortes.

Saúde