PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
4 meses

RJ tem quase 300 pacientes com covid-19 à espera de leito de UTI

A fila da UTI no estado vem crescendo desde sábado - RICARDO MORAES
A fila da UTI no estado vem crescendo desde sábado Imagem: RICARDO MORAES

Colaboração para o UOL, no Rio

18/03/2021 07h51Atualizada em 18/03/2021 09h39

O estado do Rio de Janeiro está com 276 pacientes à espera de um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratamento do coronavírus na rede pública de saúde. É o maior número desde 24 de maio do ano passado, quando a fila tinha 288 pessoas. Os dados são da Secretaria estadual de Saúde, que apresentou o último balanço da fila de leitos na terça-feira (16).

O número de infectados com a covid-19 que precisam de uma unidade terapia intensiva do SUS no estado vem crescendo desde sábado (13); veja a evolução:

  • 13 de março (sábado): 64
  • 14 de março (domingo): 130
  • 15 de março (segunda): 171
  • 16 de março (terça): 276

Dos 92 municípios fluminenses, pelo menos 13 deles estão com 100% dos leitos de UTI ocupados. Dezenove cidades, incluindo a capital (95%), estão com a ocupação acima dos 90%, e 31 têm mais de 70% das vagas de unidade de terapia intensiva com pacientes. A média geral de ocupação nas UTIs do estado é de 82,9%.

Com 612.980 casos confirmados, o Rio tem 34.586 mortes pela covid-19, 141 nas últimas 24 horas, segundo o consórcio de imprensa do qual o UOL faz parte. Das nove regiões do estado, três delas estão com risco alto de contaminação pela doença e duas com risco moderado.

Ontem, o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), prorrogou por mais uma semana as medidas restritivas para evitar a propagação da pandemia. Elas estavam previstas para valerem até amanhã; agora, vão até a sexta-feira da semana que vem (26).

As medidas em vigor no estado:

  • Fechamento de bares e restaurantes às 23h - podendo cada prefeitura antecipar o horário
  • Limitação do público em bares e restaurantes - com lotação de até 50% da capacidade
  • Proibida a permanência na rua entre 23h e 5h
  • Comércio funcionará com horários escalonados
  • Proibida a realização de rodas de samba e eventos em boates
  • Bancas de jornal estão proibidas de vender bebidas alcoólicas
  • Parques, museus, academias e espaços de recreação infantil devem funcionar com 50% da capacidade
  • Escolas permanecerão abertas

Saúde