PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

MG: quatro regiões avançam para a Onda Amarela

Todas as regiões de Minas encontram-se nas fases Vermelha ou Amarela do Minas Consciente - Lúcia Sebe
Todas as regiões de Minas encontram-se nas fases Vermelha ou Amarela do Minas Consciente Imagem: Lúcia Sebe

Colaboração para o UOL

29/04/2021 16h24

As regiões Norte, Triângulo do Norte, Vale do Aço e Jequitinhonha, de Minas Gerais, vão poder avançar para a Onda Amarela, do programa Minas Consciente, no próximo sábado (1º). A decisão foi tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19 após avaliar a situação da pandemia no estado.

A fase amarela flexibiliza as regras de distanciamento e abertura do comércio e de outras atividades. De acordo com os dados divulgados pelo governo de Minas, nos últimos 14 dias foi registrada uma redução de 38% na incidência da covid-19. Na última semana, a queda foi de 13%.

A melhora aparece após 45 dias de fases mais restritivas - Vermelha e Roxa. Também podem retornar à fase amarela as microrregiões de Curvelo, Patos de Minas, João Pinheiro, Carangola, Muriaé, Ubá, Cássia/Passos, Piumhi e São Sebastião do Paraíso.

O governador Romeu Zema lembrou que, apesar da melhora, ainda é necessário manter os cuidados sanitários para evitar um novo aumento na propagação do vírus em MG. "As medidas restritivas da onda roxa foram penosas para todos, mas o nosso esforço, agora, aparece na queda considerável na incidência e no número de internações. Isso se refletirá, nas próximas semanas, em queda no número de óbitos, que é o principal objetivo", disse.

Além disso, os resultados apresentados pela macrorregião Nordeste permitiram o avanço para a fase Vermelha. Com isso, todo o estado sai da Onda Roxa.

Cenário da pandemia no estado

Minas Gerais já registrou 1.351.739 casos de pessoas infectadas, além de 33.401 óbitos causados pela covid-19. De acordo com dados da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), somente nas últimas 24 horas, foram 8.847 novos casos e 416 mortes.

Apesar das melhoras apontadas, a ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para adultos do SUS (Sistema Único de Saúde) está em 85,24%.

Até hoje, segundo o governo estadual, 3.238.837 pessoas receberam a primeira dose de vacina contra a covid-19, o que representa pouco mais de 15% da população. Já a segunda dose, que conclui o esquema vacinal e garante a proteção, foi aplicada em 1.492.290 cidadãos, ou aproximadamente 7% da população.

Saúde