PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Com pico de mortes em abril, 2021 tem mais da metade dos óbitos da pandemia

30.abr.2021 - ONG Rio de Paz faz manifestação em memória aos mais de 400 mil brasileiros mortos pela covid-19 - ONG Rio de Paz/Divulgação
30.abr.2021 - ONG Rio de Paz faz manifestação em memória aos mais de 400 mil brasileiros mortos pela covid-19 Imagem: ONG Rio de Paz/Divulgação

Ana Caratchuk

Colaboração para o UOL

30/04/2021 20h46

Com mais de 80 mil mortos nos últimos 30 dias, o mês de abril termina em situação ainda mais grave que março em relação à covid-19 — até então, o mês com mais mortes de toda a pandemia.

Foram, ao todo, 82.401 mortos em abril — cerca de 15 mil a mais do que no mês anterior. Só nos quatro primeiros meses de 2021, as mortes por covid-19 representam mais da metade de todos os óbitos em decorrência da doença desde o início da pandemia no Brasil, em março de 2020.

O país atingiu, ontem, a marca de 400 mil mortos pela covid-19. Mas, somente nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril deste ano, foram 209.311 óbitos pela doença, de acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte.

Destes quatro meses, março e abril concentram a maior quantidade de mortos: juntos, eles somam 149.269 óbitos.

Durante a metade do mês de abril, por 15 dias, o país apresentou estabilidade na variação da média móvel de mortes. O indicador, no entanto, não é sinônimo de melhora nas condições da pandemia, já que também durante a maior parte do mês de abril, por 25 dias, a média móvel de mortes se manteve acima de 2.500.

Hoje foram registradas 2.870 novas mortes por covid-19, totalizando 404.287 óbitos desde o início da pandemia no país. Mais de 14 milhões de pessoas já foram infectadas pela doença.

Evolução da pandemia no Brasil

A escalada da pandemia também se traduz na velocidade com que novos recordes são atingidos. Em março deste ano, quando o país registrou 66.868 mortos no período de um mês, ficou para trás a marca de julho de 2020 — que, com 32.912 óbitos, era até então o pior mês da pandemia no Brasil. Agora, com o encerramento do mês de abril, o recorde de março também foi ultrapassado.

A primeira morte por covid-19 no Brasil foi registrada em 17 de março do ano passado. Passaram-se 95 dias até chegarmos a 50 mil mortes.

A marca de 100 mil foi batida 49 dias depois, em 8 de agosto de 2020. Depois de mais 63 dias, chegamos a 150 mil vítimas. Os 200 mil mortos foram contados 89 dias depois, em 7 de janeiro deste ano. Passados mais 48 dias, o país atingiu 250 mil vítimas.

O número de 300 mil vítimas veio após 28 dias, no dia 24 de março. Após 17 dias, no dia 10 de abril, o Brasil passou de 350 mil mortos por covid-19. Agora, o país ultrapassa 400 mil mortos depois de 19 dias.

O Brasil completou, hoje, 100 dias consecutivos com a média móvel de mortes acima de mil. Há outros 45 dias, desde 17 de março, o índice se mantém acima de 2 mil.

Saúde