PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

RJ: Segunda dose da CoronaVac se esgota pela 2ª vez em menos de uma semana

Cidades do Rio informam que as doses enviadas são insuficiente para aplicar a segunda dose da CoronaVac - RICARDO MORAES/REUTERS
Cidades do Rio informam que as doses enviadas são insuficiente para aplicar a segunda dose da CoronaVac Imagem: RICARDO MORAES/REUTERS

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

05/05/2021 12h55

Em menos de uma semana, ao menos cinco municípios do Rio de Janeiro tiveram que interromper, pela segunda vez, a vacinação com a segunda dose da CoronaVac. As cidades de Nova Iguaçu, Duque de Caxias e Nilópolis, na Baixada Fluminense; São Gonçalo, na região metropolitana, e Volta Redonda, no Sul Fluminense, comunicaram que a vacinação foi suspensa por falta de imunizantes produzidos pelo Instituo Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Na semana passada, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que pelo menos dez municípios comunicaram, de forma extraoficial, a falta de vacinas. No final de semana, uma nova remessa foi enviada aos municípios. No entanto, de acordo com as prefeituras, o número de doses foi insuficiente e não durou nem uma semana.

Em São Gonçalo, a prefeitura informou que as doses de CoronaVac chegaram no domingo (2) e terminaram antes do fim do expediente de segunda-feira (3). A vacinação na cidade acontece apenas com a primeira e segunda dose da AstraZeneca.

No domingo (2), Volta Redonda recebeu 850 doses da vacina CoronaVac. Segundo a prefeitura, as doses acabaram na manhã de hoje.

"Tão logo o município receba novas doses dessa vacina, será divulgada a nova data de vacinação nos canais oficiais da prefeitura. É importante frisar que todo o estoque da CoronaVac foi utilizado para atender às segundas doses que já tinham alcançado os 28 dias, assim será feito com as demais doses que chegarem ao município", informou a prefeitura através de nota.

Mangaratiba diz ter recebido 140 doses

Há cidades no estado que ainda disponibilizam segunda dose da CoronaVac, mas precisaram restringir a aplicação. É o caso de Mangaratiba, cidade da Costa Verde que chegou a interromper a aplicação de vacinas CoronaVac na semana passada. Hoje, a prefeitura informou que as segundas doses disponíveis serão destinadas aos profissionais de saúde e idosos acamados.

"A restrição acontece porque o município recebeu apenas 140 doses da vacina no último domingo e este quantitativo é insuficiente para atender toda a demanda de mais de 700 pessoas, todas dos grupos prioritários, que aguardam a segunda dose. Para poder ampliar a vacinação para estas pessoas, o município segue aguardando que novos lotes de vacina CoronaVac sejam fornecidos pelo Governo do Estado ao município", informou o governo municipal.

A situação é parecida em Mesquita, na Baixada Fluminense. Devido à escassez do imunizante, apenas idosos com mais de 70 anos que tomaram a CoronaVac há 28 dias serão contemplados com a segunda dose na cidade.

"A quantidade [de doses CoronaVac] foi bem menor que o esperado e já na segunda-feira, as doses acabaram no drive-thru e na Clínica da Família São José. Com isso, só há ainda doses na Clínica da Família Jacutinga. Porém, com a quantidade limitada de vacinas CoronaVac, a segunda dose está sendo aplicada apenas nos idosos a partir de 70 anos que já estão no prazo para receber". A vacinação na cidade segue com a vacina AstraZeneca.

Capital segue vacinando

A Prefeitura do Rio informou hoje que dará continuidade ao calendário de aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac nesta semana. A vacinação ocorrerá apenas no período da manhã. Entre hoje e sexta-feira (07), serão vacinados com a D2 os idosos com 67 anos ou mais.

No calendário divulgado no domingo (2), a prefeitura previa a aplicação de vacinas até terça-feira (4). No entanto, a Secretaria de Saúde informou que "foi feito um remanejamento dos frascos remanescentes da CoronaVac entre as unidades da rede". Com isso, foi possível estender a vacinação até sexta-feira.

"O planejamento para segunda dose da CoronaVac a partir de sábado (8) segue o mesmo calendário que já havia sido anunciado e está condicionado ao cumprimento do cronograma de entregas da vacina apresentado pelo Ministério da Saúde" informou a Secretaria Municipal de Saúde.

A cidade de Niterói, na região metropolitana, também retomou a aplicação da segunda dose de CoronaVac ontem. De acordo com calendário divulgado, entre hoje e amanhã poderão completar a imunização os idosos com mais de 67 anos que tomaram a primeira dose em uma unidade de saúde da cidade.

Na sexta-feira (07) e sábado (08) serão imunizados idosos com mais de 66 anos. "Vale ressaltar que o cumprimento do calendário depende do envio de mais doses da vacina por parte do Ministério da Saúde, já que o estoque do município segue reduzido", informou a prefeitura.

Coronavírus