PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
8 meses

São Paulo inicia amanhã triagem de passageiros vindos do Maranhão

Anvisa definirá diretrizes que serão utilizadas nos aeroportos - Carol Coelho/Getty Images
Anvisa definirá diretrizes que serão utilizadas nos aeroportos Imagem: Carol Coelho/Getty Images

Colaboração para o UOL

24/05/2021 19h51

A Prefeitura de São Paulo vai iniciar amanhã a triagem de passageiros vindos do Maranhão em aeroportos, rodoviárias e rodovias de acesso à cidade. O objetivo é tentar evitar a chegada da variante indiana do coronavírus, que teve casos confirmados no estado, à capital paulista.

Além do encaminhamento de sintomáticos para os serviços de saúde da cidade, também será realizado um monitoramento por até 14 dias

A decisão aconteceu após reuniões entre equipes da administração municipal com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado e de Guarulhos, e com as concessionárias que administram as rodovias que dão acesso à capital. Além destes órgãos, a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e a Polícia Militar Rodoviária, farão parte da realização de um plano de ação em terminais rodoviários e rodovias.

Também ficou definido que o ministério da Saúde, por meio da Anvisa, formulará um informe técnico, orientando como serão realizadas essas estratégias e a capital seguirá essas diretrizes.

Controle em terminais rodoviários e aeroportos

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo informou que, no terminal rodoviário do Tietê, entre 8h e 15h, equipes farão a identificação de passageiros sintomáticos vindos do Maranhão. Para isso será realizada a aferição de temperatura corporal e outros questionários de saúde.

Aqueles que relatarem sintomas serão encaminhados, em ambulância da prefeitura, para serviços de Pronto Atendimento municipais, onde será feito o teste RT-PCR. Além disso, a prefeitura irá oferecer 30 vagas em um hotel próximo ao terminal rodoviário para o isolamento dessas pessoas. A secretaria de Saúde elaborou, também, uma cartilha com dicas e orientações para os cuidados no isolamento domiciliar, que será entregue aos viajantes.

Por se tratar de um transporte coletivos, todos os passageiros dos ônibus checados terão seus dados pessoais cadastrados. Assim será possível monitorar o estado de saúde e localizá-los caso seja necessário.

A secretaria de Saúde disse, ainda, que aguarda a definição das diretrizes que serão seguidas nos aeroportos. A coordenação das ações será feita pela Anvisa.

Já nas rodovias serão divulgados materiais informativos de prevenção da doença, além de serem exibidas informações nos painéis digitais das estradas. Nos postos de pesagem, será feita a triagem e orientação dos caminhoneiros, além do encaminhamento dos sintomáticos às unidades de saúde para consulta médica e testagem.

Saúde