PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
4 meses

Pesquisadores identificam nova variante do coronavírus no interior de SP

Do UOL, em São Paulo

25/05/2021 15h53Atualizada em 25/05/2021 19h16

Uma nova variante do coronavírus foi identificada na cidade de Porto Ferreira, no interior de São Paulo, a cerca de 235 quilômetros da capital. A cepa foi denominada como P.4, e a informação foi confirmada pela prefeitura de Porto Ferreira ao UOL.

O prefeito Rômulo Rippa (PSD) anunciou no fim da tarde, durante live, que viajará a Brasília amanhã, ainda de madrugada, para uma audiência no Ministério da Saúde, com o objetivo de pedir a ampliação da vacinação na cidade.

Ainda não há detalhes sobre o comportamento da cepa.

A variante P.4 foi identificada a partir de um estudo de vários campi da Unesp (Universidade Estadual Paulista) que mostrou que, desde o início do mês, circulam na cidade as variantes P.1 e P.2, que têm origem em Manaus e no Rio de Janeiro, respectivamente. Os pesquisadores dizem ter notificado o Ministério da Ciência e Tecnologia sobre a nova cepa em 4 de maio.

"Dentro da variante P.1. existe a linhagem B1.1.28 e, dentro dela, está apresentando uma mutação, a L452R, que também está presente na variante indiana", explicou a prefeitura de Porto Ferreira em comunicado.

Isto, porém, não significa confirmar que a variante indiana está circulando no município. Apenas que uma parte do sequenciamento da mutação é igual.
Trecho de comunicado da prefeitura de Porto Ferreira

O trabalho envolveu pesquisadores dos campi de São José do Rio Preto, Botucatu e Araraquara da Unesp e que integram o projeto de pesquisa da rede Corona-Ômica, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. O achado científico já foi validado internacionalmente.

Segundo o Jornal da Unesp, foram realizados estudos de 64 amostras da região de Araraquara, onde foram encontradas a mutação, além de outras sete amostras com essa mesma variação do vírus, sendo seis de Porto Ferreira e uma do município de Descalvado, ambos em São Paulo.

Segundo a Secretaria de Saúde do município, está sendo feita uma busca ativa dos casos confirmados.

"Estamos averiguando se o paciente viajou, se precisou de internação, se mais pessoas da família se contaminaram, se teve algum óbito", disse a enfermeira Fabíola Poiatti, chefe da Vigilância Epidemiológica em 7 de maio.

Na semana passada, a prefeitura de Porto Ferreira disse estar "em alerta" após registrar aumento no número de novos casos de covid-19. Até o dia 16 de maio, os dados compilados mostravam 564 infectados contra 772 casos em todo o mês de abril — que é o período de maior transmissão desde o início da pandemia.

No mês de maio, a cidade registra média de uma morte por dia. Em abril, foram 22 óbitos pela doença.

Coronavírus