PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
15 dias

Doria convida Luana Araújo para Centro de Contingência da covid em SP

A médica infectologista Luana Araújo durante depoimento na CPI da Covid, no Senado, nesta semana - Jefferson Rudy/Jefferson Rudy/Ag?ncia Senado
A médica infectologista Luana Araújo durante depoimento na CPI da Covid, no Senado, nesta semana Imagem: Jefferson Rudy/Jefferson Rudy/Ag?ncia Senado

Do UOL, em São Paulo

04/06/2021 15h55

O governador João Doria (PSDB) confirmou hoje que convidou a médica infectologista Luana Araújo para o Comitê de Contingência da covid em São Paulo. O convite acontece após Luana depor na CPI da Covid, onde se posicionou contra o tratamento precoce.

"Telefonei para a doutora Luana, a cumprimentei pelo desempenho que teve em seu depoimento na CPI e disse a ela que temos interesse em tê-la na equipe de saúde do governo do estado de São Paulo", disse o tucano após tomar a segunda dose da vacina contra o coronavírus.

Doria avaliou o depoimento da médica infectologista como "brilhante" e não entrou em detalhes sobre qual será seu papel no grupo. "Se ela se sentir à vontade e desejar será bem-vinda no governo do estado de São Paulo, em sua área de saúde e no Centro de Contingência da covid-19. Deixei à vontade e depende dela aceitar ou não aceitar o convite", concluiu.

A reportagem tentou contato com Luana, mas não teve retorno até a publicação.

Depoimento de Luana Araújo na CPI da Covid

A infectologista Luana foi convocada a depor na CPI da Covid por ter ocupado a cadeira de secretária extraordinária de combate à covid-19. Ela chegou a trabalhar por 10 dias mesmo sem ser nomeada, até ser dispensada.

Seu depoimento ficou marcado por fortes críticas ao governo e um posicionamento contra o tratamento precoce contra covid, defendido pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Vou lá e dou um remédio, uma pílula qualquer, que está pronta, funcionando. Então, acho que essa adoção, infelizmente, encontra na população um desconhecimento técnico e um desespero, um despreparo emocional para lidar com isso que acaba ecoando. Então, quando alguém coloca isso de uma forma pública, ela encontra eco naquelas pessoas que estão desesperadas e que precisam sair de manhã, por exemplo, para trabalhar, porque a comida do dia depende daquele dia.
Luana Araújo, médica infectologista, sobre tratamento precoce

Luana também defendeu medidas restritivas para conter a circulação do vírus e a disponibilização de vacina para toda população.

Saúde