PUBLICIDADE
Topo

Política

Doria é vacinado com a segunda dose da CoronaVac em São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), toma a segunda dose da vacina contra a covid-19 em São Paulo - Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), toma a segunda dose da vacina contra a covid-19 em São Paulo Imagem: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

04/06/2021 12h12Atualizada em 04/06/2021 12h35

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tomou a segunda dose da vacina contra o coronavírus hoje em São Paulo. Ele foi imunizado com a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan.

Doria foi ao Centro de Saúde Doutor Victor Araújo Homem de Mello, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, onde tomou a primeira dose no início de maio. A vacina foi mais uma vez aplicada pela enfermeira Monica Calazans, a primeira pessoa vacinada no país.

"Daqui a 14 dias, estarei imunizado, assim como milhões de brasileiros que já tomaram a segunda dose da vacina. Toda vacina aprovada pela Anvisa é uma boa vacina. Por favor, os que podem, se vacinem. É isto que garante a vida e sua proteção", afirmou o governador no ato.

Ele também comemorou a imunização em seu Twitter.

Doria também fez um apelo às pessoas para o chamado "Dia D da vacina", amanhã, voltado às pessoas que já deveriam ter tomado a segunda dose, mas não completaram o seu esquema vacinal no prazo previsto.

O evento promovido pelo governo será realizado em parceria com municípios e busca atingir cerca de 403.000 pessoas.

"É fundamental que as pessoas busquem os postos de vacinação para tomar a segunda dose. Esta será uma grande mobilização com todos os municípios para buscar as pessoas que ultrapassaram o prazo de tomar a dose dois da vacina. A pessoa só estará totalmente protegida após as duas doses dos imunizantes", afirmou Regiane de Paula, coordenadora do PEI (Programa Estadual de Imunização).

Política