PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Prefeitura do Rio vai vacinar população de Paquetá para estudo sobre covid

Prefeitura do Rio vai imunizar toda a população da ilha de Serrana - JURANIR BADARó/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Prefeitura do Rio vai imunizar toda a população da ilha de Serrana Imagem: JURANIR BADARó/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL

07/06/2021 09h38

A Prefeitura do Rio, em parceria com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), confirmou que vai vacinar toda a população da ilha de Paquetá para um estudo sobre a covid-19. A ideia é avaliar os efeitos da imunização em massa contra a doença.

Em entrevista à GloboNews, o secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz, afirmou que a meta é vacinar 1,8 mil pessoas e ter todos os maiores de 18 anos imunizados no dia 20 de maio. Segundo o secretário, metade da população da ilha já foi vacinada.

"O objetivo é avaliar como a vacina vai se comportar nesse grupo populacional, avaliar a segurança da vacina também e acompanhar como ela vai proteger as pessoas que não se vacinaram, com menos de 18 anos, as crianças e adolescentes", explicou Soranz.

O secretário também disse que o estudo vai avaliar se a primeira dose da vacina diminui a transmissão dos casos na região, ou se isso só ocorre após a segunda dose. "É um estudo bastante interessante e importante, que vai dizer o que vai acontecer com o futuro das cidades e até mesmo o futuro do país", completa.

Uma iniciativa parecida foi implementada na cidade de Serrana, no interior de São Paulo. No dia 31, o governador João Doria (PSDB) informou que, após a imunização em massa, as mortes caíram 95% no município. Houve ainda uma queda de 86% de novas internações e 80% nos casos sintomáticos.

O estudo em Serrana durou quatro meses e cerca de 30 mil pessoas receberam as duas doses da vacina CoronaVac. A cidade tem 45 mil habitantes no total. Já a ilha de Paquetá tem 4.500.

Coronavírus