PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Queiroga diz que Brasil deve receber doses dos EUA e exalta medida de Biden

Marcelo Queiroga avaliou que a doação de doses pode ser vista de forma positiva do ponto de vista diplomático - Adriano Machado/Reuters
Marcelo Queiroga avaliou que a doação de doses pode ser vista de forma positiva do ponto de vista diplomático Imagem: Adriano Machado/Reuters

Do UOL, em São Paulo

09/06/2021 22h49

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, falou hoje que o Brasil deve receber doses de vacinas contra a covid-19 que serão doadas pelos Estados Unidos. O ministro elogiou a atitude do presidente norte-americano, Joe Biden.

"Brasil deve ser contemplado e, sendo contemplado, nós vamos aplicar essas doses na nossa população", disse Queiroga em uma breve entrevista do lado de fora do Palácio do Planalto.

Ele avaliou que a doação de doses pode ser vista de forma positiva do ponto de vista diplomático: "Isso reforça laços históricos que há entre Brasil e Estados Unidos".

O ministro também aproveitou a oportunidade para exaltar a atitude de Biden: "Primeiro, [gostaria de] exaltar a atitude do presidente Biden de dar esse suporte no momento de carência de doses".

O jornal The Washington Post divulgou hoje que Joe Biden planeja doar para diversos países do mundo 500 milhões de doses da vacina da Pfizer contra o coronavírus. A reportagem afima ainda que o presidente deve anunciar oficialmente a medida em reunião do G7 no Reino Unido esta semana.

A vacina da Pfizer vem sendo utilizada na vacinação contra a covid-19 no Brasil desde o início de maio. A farmacêutica, porém, já havia oferecido imunizantes desde o meio de 2020, mas teve 53 e-mails não respondidos pelo governo brasileiro.

Coronavírus