PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Prefeito de Araraquara (SP) prevê 50% dos adultos vacinados em julho

O prefeito de Araraquara Edinho Silva (PT) - Reprodução / Youtube
O prefeito de Araraquara Edinho Silva (PT) Imagem: Reprodução / Youtube

Do UOL, em São Paulo

18/06/2021 14h18

Prestes a começar novo lockdown, a prefeitura de Araraquara prevê a vacinação de 50% dos adultos em julho. O prefeito Edinho Silva (PT) afirmou que a nova paralisação total de atividades, que começa no próximo domingo (20), foi pensada para ganhar tempo e avançar a imunização, o que garante "fôlego" ao sistema de saúde.

"Para que a gente possa segurar as contaminações, para que não haja colapso no sistema de saúde, para dar celeridade ao processo de vacinação - caso o calendário divulgado pelo Ministério da Saúde e estado de São Paulo for cumprido - entendemos que esse lockdown faz com que a cidade ganhe tempo para aumentar o ritmo de vacinação, claro, se o calendário nacional e estadual for cumprido. Com isso acreditamos que no mês de julho a cidade possa alcançar 50% dos adultos vacinados, o que nos dá tranquilidade maior", disse, em entrevista à CNN.

Em fevereiro de 2021, a cidade aderiu ao primeiro lockdown após a identificação da variante P1 da covid-19. Com a medida, o prefeito afirma ter conseguido reduzir o número de óbitos em 62% e a taxa de diagnósticos positivos em 65%. A ideia agora é barrar a chamada "terceira onda" com a mesma estratégia.

"O que temos que entender é que só consegue enfrentar efetivamente a pandemia com barreira imunológica criada, ou seja, precisa de vacinação em massa para que você enfrente a pandemia. Se não tem, é fazer gestão da pandemia."

"Araraquara conseguiu conter a pandemia, mas, claro, se você não tem vacinação e flexibiliza as atividades sociais e econômicas a contaminação volta a crescer porque não tem barreira imunológica. Foi o que aconteceu", completou.

Cerca de 83% dos leitos de UTI na cidade estão ocupados - quase metade deles, por moradores de outras cidades, que recorrem ao município pela falta de estrutura local.

"Essa terceira onda vai pegar municípios com uma ocupação alta de leitos de UTI, se nós não tomarmos medidas teremos um colapso no sistema de saúde. Por isso as medidas restritivas são importantes nesse momento. A média de vacinação de Araraquara é idêntica a média nacional porque aplicamos as vacinas que são repassadas aos municípios", reforçou.

"Temos 32% da população vacinada com a 1ª dose, 16% com a 2ª dose. Se esse calendário divulgado por São Paulo for cumprido, e estamos otimistas, vamos entrar em julho com 50% da população adulta vacinada, o que nos daria tranquilidade maior. (...) Estamos soltando decreto para o confinamento mais rígido dure uma semana. Esperamos que nesse período a gente consiga constatar uma queda nas contaminações e ai criarmos condições para que cidade volte às suas atividades".

O novo lockdown em Araraquara começa a valer às 12h de domingo (20), e vale até às 23h59 do domingo seguinte (27). Enquanto a medida estiver vigente, só será permitido que os cidadãos saiam de casa em situações de urgência ou emergência, além dos trabalhadores dos serviços essenciais. O transporte público estará suspenso, assim como o comércio não essencial.

Saúde