PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Covid: Sem informação, paulistanos peregrinam em busca de 2ª dose da vacina

Fila para se vacinar no posto volante do Sesc Interlagos, na zona sul de SP - Anahi Martinho/UOL
Fila para se vacinar no posto volante do Sesc Interlagos, na zona sul de SP Imagem: Anahi Martinho/UOL

Anahi Martinho

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/07/2021 04h00

A cidade de São Paulo vacina pessoas com 29 anos com a primeira dose contra a covid, mas é a segunda imunização que tem causado confusão nos postos de saúde.

Em busca da mesma vacina da primeira dose, os paulistanos ficam na fila à toa ou têm de perambular por mais de uma unidade. Isso porque a prefeitura ainda não informa quais as vacinas disponíveis em cada unidade.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, isso deve mudar "o mais breve possível", com a divulgação dessa informação no site "De Olho na Fila".

Ezequiel dos Santos, 49, dono de uma oficina mecânica, tomou a primeira e a segunda doses da CoronaVac no posto volante do Sesc Interlagos, na zona sul da cidade. Ele tinha ido a outra unidade da região, a UBS Jardim Castro Alves, na última sexta-feira (23), mas ficou uma hora e meia na fila até ser informado de que não havia doses da CoronaVac naquele dia.

Cheguei às 5h30 e fiquei até as 7h. Quando abriu, fui informado de que não tinha a CoronaVac. Eles tinham que colocar um aviso, né?
Ezequiel dos Santos, dono de oficina mecânica

Deusilene Oliveira, 29, caminhou durante 40 minutos da UBS Jardim República até o Sesc Interlagos, após ser informada de que não havia vacinas na primeira unidade. Depois de meia hora na fila do Sesc, conseguiu ser vacinada, com a AstraZeneca.

"Perdi meu tio na semana passada para a covid. Ele tinha 54 anos e já tinha tomado a primeira dose da vacina. Ficou 12 dias intubado, mas não teve jeito. Só com a primeira dose, a pessoa não fica imunizada. É só depois da segunda dose, e semanas depois", afirmou ela, que também contraiu a doença, mas teve apenas sintomas leves.

Deusilene Oliveira, 29, vacinada hoje em São Paulo - Anahi Martinho/UOL - Anahi Martinho/UOL
Deusilene Oliveira, 29, vacinada ontem em São Paulo
Imagem: Anahi Martinho/UOL

Ivone Souza, 63, também tomou a primeira e a segunda doses da AstraZeneca no Sesc Interlagos. "Eu não queria deixar de tomar. Tem gente que ficou com medo da reação, mas eu vim tomar", afirmou.

O posto volante tem filas separadas para a primeira e a segunda doses, com funcionários do próprio Sesc fazendo a triagem.

Na UBS Vila Joaniza, também na zona sul, um funcionário que preferiu não se identificar afirmou que a unidade tem trabalhado com busca ativa de quem está com a segunda dose atrasada. A unidade recebeu uma van para ir a domicílio levar a vacina para quem esqueceu, não conseguiu comparecer na data marcada ou tem alguma dificuldade de locomoção.

O que diz a prefeitura

A Secretaria Municipal da Saúde afirmou que o site "De Olho na Fila" está em reestruturação. "A plataforma vai informar quais vacinas contra a covid-19 estão disponíveis para a segunda dose em cada posto de vacinação da cidade", diz a pasta.

"O chamado Filômetro já auxilia os munícipes a identificarem o melhor horário para buscar o imunizante nos postos de vacinação, evitando filas e aglomerações. A pasta esclarece que o munícipe pode receber a segunda dose em qualquer posto da capital", diz a nota da SMS.

Fila para se vacinar na UBS Vila Arriete, em São Paulo - Anahi Martinho/UOL - Anahi Martinho/UOL
Fila para se vacinar na UBS Vila Arriete, em São Paulo
Imagem: Anahi Martinho/UOL

Saúde