PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Covid: 137 milhões de brasileiros completam vacinação, 64,2% da população

Mais de 137 milhões de brasileiros já completaram a vacinação contra a covid-19 - João Gabriel Alves/Enquadrar/Estadão Conteúdo
Mais de 137 milhões de brasileiros já completaram a vacinação contra a covid-19 Imagem: João Gabriel Alves/Enquadrar/Estadão Conteúdo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/12/2021 20h00

O Brasil atingiu hoje a marca de 137 milhões de pessoas que completaram a vacinação contra a covid-19. Até o momento, 137.095.914 habitantes tomaram as duas doses ou a dose única de imunizante, o correspondente a 64,27% da população do país. Os dados foram levantados pelo consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, com base nas informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

Entre ontem e hoje, 429.029 brasileiros concluíram o ciclo vacinal - destes, 427.911 receberam a segunda dose e outros 1.118, a única. No mesmo intervalo de tempo, houve a aplicação de 7.517 primeiras e 140.838 de reforço. No total, foram aplicadas 577.384 doses de vacina contra a covid-19 em todo o território nacional nas últimas 24 horas.

Até agora, 159.618.843 pessoas foram imunizadas com a primeira dose, o equivalente a 74,83% da população nacional. Ao todo, 17.946.295 brasileiros receberam a dose de reforço.

Entre as unidades da federação, o estado de São Paulo lidera com a maior porcentagem de habitantes com vacinação completa: 76,36% da população local. Mato Grosso do Sul (70,65%), Rio Grande do Sul (69,22%), Santa Catarina (68,8%) e Paraná (67,42%) vêm na sequência.

Os paulistas também ocupam o primeiro lugar em relação aos vacinados com a primeira dose: 81,65% de seus habitantes. A seguir, aparecem Santa Catarina (78,54%), Paraná (77,75%), Rio Grande do Sul (77,61%) e Minas Gerais (76,96%).

'Arriscam vidas', diz ex-chefe da Anvisa sobre demora para exigir vacinação

O ex-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) Dirceu Barbano criticou a demora para o Governo Federal tomar uma decisão em relação à exigência de vacinação contra covid-19 para viajantes que chegam ao Brasil.

Para ele, o governo "arrisca vidas" ao demorar para tomar decisões técnicas durante toda a pandemia do novo coronavírus, sendo que muitas vezes elas não passam de medidas técnicas.

A Anvisa recomenda desde novembro que o Brasil passe a exigir vacinação de estrangeiros que cheguem ao país como forma de combate à variante ômicron. Porém, a decisão tem sido postergada pelo governo, que só tomará a decisão na tarde de hoje.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, g1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Saúde