Oito pessoas são detidas no Irã por divulgar música 'obscena'

Em Teerã

A justiça iraniana anunciou neste sábado (28) a detenção de oito pessoas acusadas de ter divulgado música "obscena" através de uma rede de televisão por satélite com sede no exterior.

"Na semana passada, oito pessoas que realizavam videoclipes obscenos divulgados por uma rede contrarrevolucionária foram detidas", declarou o procurador de Teerã, Abbas Jafari Dolatabadi, citado pela agência de notícias da autoridade judicial "Mizanonline".

As autoridades iranianas aplicam o termo "contrarrevolucionário" a todas as redes com sede no exterior que se oponham, segundo elas, aos valores fundamentais da República Islâmica.

Dolatabadi não informou a identidade das pessoas detidas nem a rede de televisão envolvida.

Dezenas de redes em persa são transmitidas por satélite. Algumas delas têm uma programação generalista que inclui informativos, enquanto outras transmitem apenas música, séries ou filmes.

Na quinta-feira, a "Mizaonline" havia anunciado a prisão perto de Qazvin (norte) de 30 jovens de ambos os sexos que, em menos de 24 horas, foram julgados e condenados a 99 chibatadas por terem participado de uma festa mista onde foi servido álcool.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos