Cinco soldados morrem em confrontos no Sudão do Sul

Juba, 8 Jul 2016 (AFP) - Cinco soldados do exército leal ao presidente Salva Kiir morreram na noite de quinta-feira em confrontos com tropas ex-rebeldes em Juba, informou nesta sexta-feira um porta-voz da ex-rebelião, desferindo um novo golpe no já frágil acordo de paz.

"Segundo nossas informações, cinco soldados da SPLA (exército governamental) morreram e outros dois ficaram feridos", declarou à AFP Nyarji Roman, porta-voz do vice-presidente Riek Machar, líder dos ex-rebeldes.

Interrogado pelos meios de comunicação do Sudão do Sul, o ministro da Defesa, Kuol Manyang, confirmou os confrontos. Um porta-voz do SPLA também informou sobre um balanço de cinco mortos.

"Ontem ocorreu um confronto armado às 20h00 (12h00 de Brasília) entre nossas tropas e as forças da SPLA", explicou Roman.

"O incidente ocorreu no bairro de Gudele quando dois veículos de nossa unidade de proteção estavam voltando do escritório do vice-presidente (Machar) em direção à cidade", afirmou.

Segundo o porta-voz, as causas exatas do tiroteio ainda não foram divulgadas.

Na manhã desta sexta-feira, a situação parecia tranquila na capital, segundo um correspondente da AFP.

Este incidente reaviva os temores de um fracasso do frágil processo de paz do Sudão do Sul, que celebrará no sábado, sem grandes festejos, o quinto aniversário de sua independência.

bur-tmc/es.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos