Hillary e Trump cancelam comícios por matança de policiais em Dallas

Nova York, 8 Jul 2016 (AFP) - Os dois candidatos presidenciais dos Estados Unidos, Hillary Clinton e Donald Trump, cancelaram seus comícios desta sexta-feira depois que cinco policiais foram mortos em Dallas, durante uma manifestação antirracista.

Hillary ia a Pensilvânia, junto com o vice-presidente Joe Biden.

"Choro pelos policiais mortos enquanto cumpriam seu dever sagrado de proteger manifestantes pacíficos, por suas famílias e todos aqueles que serviam junto a eles", escreveu Hillary no Twitter.

A equipe do republicano Trump também anunciou que cancelou sua ida a Miami.

"É um ataque contra nosso país", declarou Trump em um comunicado, em que denuncia "o ataque horrível, em forma de execução, contra 12 policiais de Dallas".

Um intenso tiroteio em Dallas, durante um protesto contra o racismo, terminou com cinco policiais mortos e nove pessoas feridas, incluindo sete agentes, um episódio que o presidente Barack Obama definiu como um ataque "perverso, calculado e desprezível".

O chefe de polícia de Dallas, David Brown, confirmou que um franco-atirador ainda não identificado, que foi morto após horas de um cerco policial marcado pela tensão, afirmou que não pertencia a nenhum grupo organizado e pretendia "matar policiais brancos".

A polícia matou o atirador com o uso de um robô com explosivos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos