Morre Abdul Satar Edhi, símbolo da luta contra pobreza no Paquistão

Karachi, 8 Jul 2016 (AFP) - Abdul Satar Edhi, uma importante figura da luta contra a pobreza no Paquistão, morreu nesta sexta-feira (8), aos 92 anos - informou seu filho, por telefone, à AFP.

"Abdul Satar faleceu", disse à AFP Faisal Edhi, explicando que seu pai "tinha graves problemas renais".

Satar Edhi sofria de insuficiência em ambos os rins.

Ele era conhecido no Paquistão por sua entrega ao serviço pelos mais pobres, que o levou a criar um império de obras de caridade. Em todo o país, Abdul Satar Edhi abriu maternidades, necrotérios, orfanatos e lares para idosos.

Sua frota de 1.500 ambulâncias, bastante eficaz nos lugares de atentados, era outro símbolo da Fundação Edhi.

A notícia de seu falecimento comoveu o país. O primeiro-ministro Nawaz Sharif anunciou um dia de luto e funeral com honras de Estado, que deve acontecer neste sábado em Karachi.

"Um homem de sua envergadura merece o maior respeito após sua morte", afirmou Sharif, em um comunicado.

Edhi era um asceta, cujo principal valor era o "humanitarismo", e foi várias vezes sugerido para o Prêmio Nobel da Paz.

Abdul Satar Edhi nomeou seu filho para a presidência da Fundação no início de 2016.

kf-jaf/tt/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos