Theresa May sozinha na disputa pelo cargo de premiê do Reino Unido

Londres, 11 Jul 2016 (AFP) - A secretária de Estado de Energia Andrea Leadsom se retirou nesta segunda-feira da corrida para liderar o Partido Conservador britânico e se tornar a próxima primeira-ministra, deixando Theresa May como a única na disputa para suceder David Cameron.

Leadsom, que fez intensa campanha pró-Brexit, jogou a toalha em um breve discurso aos jornalistas em Londres, quatro dias depois de ter sido selecionada pelos deputados 'Tories' para disputar a liderança do partido com Theresa May.

May "está idealmente situada para materializar o Brexit nos melhores termos possíveis para o povo britânico", destacou Leadsom em um comunicado no qual anunciava sua retirada.

A desistência deixa Theresa May, ministra do Interior, com o caminho livre para suceder Cameron, que anunciou sua renúncia em 24 de junho, após a vitória dos partidários do Brexit no referendo sobre a permanência ou saída do Reino Unido da UE.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos