Homem é preso por venda online de objetos da tragédia de Nice

Em Nice

A Justiça francesa condenou um morador de Nice, nesta quarta-feira (20), a dez meses de prisão por tentar vender online objetos recolhidos, segundo o pequeno anúncio, no Passeio dos Ingleses, local do atentado de 14 de julho passado.

O indivíduo, de 39, deixou seu número de telefone no seguinte anúncio: "Objetos do massacre de 14 de julho, preços a discutir".

Apenas três fotos foram publicadas no site --a de um anel, um par de óculos e uma bandeira--, mas o responsável dizia ter pelo menos outros 20 itens. As demais imagens poderiam ser enviadas, em caso de interesse.

O anúncio foi encontrado em 18 de julho pela célula de cibercriminalidade da Polícia Judiciária.

O homem foi condenado por um tribunal de Nice por tentativa de golpe, por querer vender objetos que não lhe pertenciam. O réu se defendeu, alegando que os objetos eram de sua família, mas não convenceu a Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos