'Vão cuidar da sua vida', diz presidente turco a americanos e europeus

Ancara, 29 Jul 2016 (AFP) - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, advertiu União Europeia (UE) e Estados Unidos, nesta sexta-feira (29), a se ocuparem de seus próprios assuntos, em vez de criticá-lo por represálias em massa após a recente tentativa de golpe de Estado no país.

"Algumas pessoas nos dão conselhos. Dizem que estão preocupados. Vão cuidar da sua vida! Olhem para suas próprias ações", afirmou Erdogan, em discurso no Palácio Presidencial, em Ancara, acrescentando que nenhum oficial de alto escalão de qualquer governo do Ocidente visitou a Turquia na esteira do golpe.

O presidente também anunciou - como gesto de boa-vontade - o cancelamento de todas as ações contras as pessoas judicialmente acusadas por tê-lo insultado.

Já primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que o governo foi bem-sucedido no expurgo do Exército de todos os elementos ligados ao pregador Fetullah Gulen, que vive nos Estados Unidos, depois de ter afastado quase metade de seus generais.

"Limpamos do Exército os elementos do FETO [Organização Terrorista Fethullah], que se disfarçavam de soldados", disse Yildirim, em pronunciamento também no Palácio Presidencial.

A Turquia acusa Gulen de ser o mentor do golpe frustrado de 15 de julho passado e de liderar a FETO, o que ele nega.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos