Colômbia: Santos vincula diálogo com ELN à libertação de reféns

Bogotá, 28 Set 2016 (AFP) - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou nesta terça-feira que a fase pública de negociações para um acordo de paz com o ELN poderá começar na próxima semana, desde que a guerrilha liberte seus reféns.

"Se libertarem os sequestrados, na mesma semana, a próxima, poderemos iniciar a fase pública das negociações, porque já temos com o ELN 50% da negociação", declarou Santos em um ato oficial, um dia após a histórica assinatura do acordo de paz com as Farc, a principal guerrilha do país.

O Exército de Libertação Nacional (ELN) - surgido em 1964 por influência da revolução cubana - e o governo Santos alcançaram em março um acordo para iniciar negociações formais de paz, que estão bloqueadas diante da insistência da guerrilha em prosseguir com os sequestros.

O ELN informou que suspenderá suas ações ofensivas entre 30 de setembro e 5 de outubro para favorecer o referendo do próximo domingo sobre o acordo negociado com as Farc, um gesto reconhecido por Santos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos