Processo de impeachment

Dilma denuncia no Uruguai tentativa de 'reverter conquistas sociais'

De Montevidéu

  • Andres Stapff/Reuters

    A ex-presidente Dilma Rousseff participa no Uruguai de vários eventos organizados pela central PIT CNT e a governista Frente Ampla

    A ex-presidente Dilma Rousseff participa no Uruguai de vários eventos organizados pela central PIT CNT e a governista Frente Ampla

A ex-presidente Dilma Rousseff denunciou nesta sexta-feira (4), em Montevidéu, o que considera um processo que visa a "reverter" as conquistas sociais no continente americano, em um ato organizado pela principal central sindical uruguaia.

Dilma, que viajou ao Uruguai para participar em vários eventos organizados pela central PIT CNT e a governista Frente Ampla, disse que há pessoas nas região que querem "continuar com a mais perversa desigualdade".

"Querem reverter todas as conquistas sociais. 'Me preocupa muto que este seja um processo que tenha uma característica continental", afirmou, em meio aos aplausos dos trabalhadores, que fizeram uma manifestação durante a "Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo".

Dilma defendeu os governos de esquerda da região, assinalando que, na América Latina, "houve ganhos dos trabalhadores mais pobres, apesar de isso não ter acabado com a desigualdade".

Dilma se reunirá na sede da Frente Ampla com o vice-presidente da República, Raúl Sendic, de acordo com o programa de sua visita divulgado pela coalizão de esquerda.

Além disso, será declarada cidadã ilustre de Montevidéu pelo prefeito Daniel Martínez, do mesmo partido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos