'É hora de fechar os livros da história sobre os Clinton', diz Trump

Da AFP, em Washington

  • Carlo Allegri/Reuters

    Donald Trump discursa durante evento de campanha em Selma, na Carolina do Norte

    Donald Trump discursa durante evento de campanha em Selma, na Carolina do Norte

É hora de os eleitores americanos dizerem adeus a Hillary e Bill Clinton, disse neste sábado Donald Trump, em sua primeira participação na alocução semanal por rádio do Partido Republicano, a três dias das eleições presidenciais nas quais enfrenta a democrata Hillary Clinton.

"É hora de fechar os livros de história sobre os Clinton e abrir um novo capítulo esplendoroso que tenha interesse nos grandes cidadãos deste país. Peço por seus votos e solicito sua ajuda para ajudar a eleger uma maioria republicana no Congresso, para que, por fim, possamos mudar este sistema que não funciona e devolver a grandeza aos Estados Unidos", declarou o magnata imobiliário.

O candidato também retomou os principais temas de sua campanha, como as promessas de criar 25 milhões de empregos, reduzir os impostos para a classe média, eliminar o sistema de seguro médico Obamacare e colocar um freio na imigração ilegal.

"Nestes últimos 17 meses, viajei pelos Estados Unidos e me encontrei com o povo incrível de nosso país. Suas esperanças se tornaram minhas esperanças, seus sonhos em meus sonhos. Não se trata só de uma campanha, é um movimento. É uma chance única em uma vida para retomar nosso governo (...) e entregar o poder a vocês, o povo americano", acrescentou.

Trump mantém relações tensas com seu Partido Republicano, onde muitos hesitam em dar seu apoio abertamente após uma campanha que esteve marcada por várias declarações escandalosas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos