Vala comum com 21 corpos é achada no leste de Aleppo

Damasco, 26 dez 2016 (AFP) - Uma vala comum com 21 corpos foi descoberta na parte leste de Aleppo, que foi mantida sob controle de rebeldes por quatro anos, informou a agência oficial síria Sana, que atribui a matança aos insurgentes.

"Os civis foram executados pelos grupos terroristas antes de abandonar os bairros do leste da cidade de Aleppo", afirmou a fonte.

Entre os mortos, figuram cinco crianças e cinco mulheres, confirmou o médico legal Zher Hajjo, citado pela agência.

Os corpos foram achados em cárceres que eram controlados pelos grupos rebeldes nos bairros de Sukkari e Al Kallassé e foram executados com disparos à queima-roupa, acrescentou.

Vários dias antes da evacuação dos bairros rebeldes, a ONU disse ter recebido informações que davam conta de ao menos 82 civis executados.

O ministério russo da Defesa afirmou nesta segunda que foram descobertas valas comuns com dezenas de sírios executados sumariamente e torturados antes de morrer.

bur/majg-ram/sk/cmk.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos