Assassinato de jovem por ladrões provoca revolta em Buenos Aires

Buenos Aires, 27 dez 2016 (AFP) - O assassinato de um jovem de 14 anos baleado nas ruas por ladrões provocou revolta nesta segunda-feira no bairro de Flores, um dos mais perigosos da capital argentina.

"Nem um vizinho a menos", gritava uma multidão enfurecida diante de uma delegacia policial, cujos vidros foram destruídos.

Brian Aguinaco morreu nesta segunda-feira, após dois dias no hospital por receber um tiro no rosto quando estava no carro do avô, por ter visto dois homens assaltando e agredindo uma mulher.

O fato foi a gota d'água no bairro de Flores, onde a população está farta dos assaltos e assassinatos nesta zona próxima à Vila 1-11-14, onde operam grupos de narcotraficantes.

"Nos parece que o protesto é justo, mas temos que estabelecer canais de comunicação razoáveis e atacar uma delegacia não é o caminho", disse ao canal TN o secretário de Segurança da Cidade de Buenos Aires, Martín Ocampo.

O bairro, onde nasceu e se criou o Papa Francisco, tem um grande shopping center com torres e abriga cerca de 150 mil pessoas de classe média e operária, a cerca de 10 km do Obelisco, emblemático monumento no centro da capital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos