PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Rússia expulsará 35 diplomatas americanos em resposta a sanções dos EUA

30/12/2016 08h55

Moscou, 30 dez 2016 (AFP) - A Rússia expulsará 35 diplomatas americanos em resposta às sanções decididas por Washington contra Moscou, acusado de ingerência nas eleições presidenciais, anunciou nesta sexta-feira o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov.

"O ministério das Relações Exteriores (...) propôs ao presidente russo declarar persona non grata 31 diplomatas da embaixada dos Estados Unidos em Moscou e quatro diplomatas do consulado geral americano em São Petersburgo", indicou Lavrov em um discurso na televisão.

O ministério das Relações Exteriores também propôs proibir que os diplomatas americanos utilizem uma casa de campo perto de Moscou e um edifício usado como depósito na capital.

"A reciprocidade é a regra da diplomacia nas relações internacionais", disse Lavrov.

Na véspera, o presidente americano, Barack Obama, anunciou a expulsão de 35 diplomatas russos, considerados membros dos serviços secretos, e o fechamento de duas instalações russas em Nova York e no estado de Maryland, perto de Washington, consideradas bases utilizadas por agentes russos.

"Evidentemente não podemos deixar tais ataques sem resposta", explicou Lavrov para justificar as medidas de represália russas.

Internacional