Ataque contra procuradoria em Cancún deixa três mortos

México, 18 Jan 2017 (AFP) - Dois funcionários do Estado de Quintana Roo e um pistoleiro morreram nesta terça-feira em um ataque a tiros contra um prédio da Procuradoria no balneário de Cancún, informou o secretário de Segurança Pública, Rodolfo del Ángel.

Um dos "agressores" e dois funcionários "da Procuradoria-Geral do Estado" morreram durante o ataque, que foi repelido por agentes que estavam no prédio vizinho, o centro de operações da polícia estadual, informou Del Ángel no Twitter.

O ataque ocorre um dia após o tiroteio que matou três estrangeiros e dois mexicanos na boate "Blue Parrot", em Playa del Carmen, onde se realizava um festival de música eletrônica.

"Ativamos o código vermelho", que consiste em um protocolo de segurança do qual participam as forças militares e as polícias estadual e federal, assim como o serviço de inteligência mexicano, revelou Ángel.

O ataque ocorreu às 21H00 GMT (19H00 Brasília) de terça-feira.

O prédio da Procuradoria está a cerca de 7 km da zona hoteleira de Cancún, um dos principais destinos turísticos do México.

A imprensa local informou que os acessos à zona hoteleira, integrada por vários estabelecimentos de alto padrão, só era possível após a passagem por três controles policiais.

A embaixada dos Estados Unidos pediu aos cidadãos americanos que sigam as orientações das autoridades "antes de sair" de seus hotéis.

"O ataque à Procuradoria estadual é inaceitável. Pedimos calma à população", disse no Twitter Remberto Estrada, prefeito do município de Benito Juárez, onde está Cancún, garantindo que serão aplicados "estritos protocolos de segurança para controlar a situação e deter os responsáveis".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos