Protestos contra corrupção derrubam ministro da Justiça romeno

Em Bucareste

  • Gabriel Petrescu/Xinhua

    1.fev.2017 - Multidão participa de protesto contra corrupção diante da sede do governo em Bucareste, na Romênia

    1.fev.2017 - Multidão participa de protesto contra corrupção diante da sede do governo em Bucareste, na Romênia

O ministro da Justiça romeno, Florin Iordache, anunciou sua renúncia nesta quinta-feira (9) após a onda de protestos populares, sem precedentes desde a queda do comunismo, contra um decreto governamental que flexibilizava a legislação anticorrupção.

"Eu decidi apresentar minha demissão", disse Iordache, que foi um dos arquitetos do decreto promulgado em 31 de janeiro pelo governo, que, finalmente, cancelou no domingo em razão da extensão das manifestações.

Meio milhão de romenos tomou as ruas das principais cidades do país para protestar contra a vontade do governo social-democrata, que tomou posse em 4 de janeiro, de descriminalizar certas formas de abuso de poder por políticos.

"Desde que cheguei ao ministério da Justiça, tomei todas as medidas necessárias para resolver uma série de questões sensíveis (...) Todos os meus esforços têm sido legais e constitucionais", defendeu-se Iordache durante uma coletiva de imprensa na sede do governo romeno.

Florin Iordache, de 56 anos, tornou-se ministro da Justiça depois de trabalhar como engenheiro em uma fábrica de móveis, tendo sido prefeito e deputado.

O governo ainda não anunciou o nome de seu sucessor na pasta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos