Trump recebe plano de paz para a Ucrânia, segundo NY Times

Nova York, 20 Fev 2017 (AFP) - O advogado pessoal do presidente Donald Trump entregou a ele um plano de paz para a Ucrânia elaborado por uma equipe não diplomática que indignou as autoridades ucranianas, informou no sábado o New York Times.

Segundo o Times, o plano foi enviado ao presidente por seu advogado Michael Cohen, que é um de seus homens de confiança e trabalha para ele desde 2007.

O jornal indicou que o deputado ucraniano Andrii Artemenko estaria envolvido na elaboração do documento e encara na presidência de Trump "uma oportunidade para defender um plano de paz para a Ucrânia".

Quando questionado por escrito pelo Times, o embaixador da Ucrânia em Washington, Valeriy Chaly, rejeitou a iniciativa. "É uma violação grosseira da Constituição" ucraniana, afirmou.

"Tais ideias só podem ser lançadas ou apoiadas por pessoas que representam aberta ou secretamente os interesses russos", estimou.

Há 3 anos, a Ucrânia atravessa um conflito interno que já deixou cerca de 10.000 mortos entre as forças governamentais e os separatistas pró-russos que, de acordo com Kiev, são apoiados militarmente pela Rússia, embora Moscou rejeite a acusação.

Artemenko "afirmou ter provas de corrupção cometida pelo presidente ucraniano Petro Porochenko" que "poderiam ajudar a retirá-lo do poder", acrescentou.

O deputado ucraniano "declarou ter recebido para seus projetos o apoio de colaboradores próximos de (Vladimir) Putin", presidente da Rússia, acrescentou o jornal.

Dias atrás, o The New York Times relatou que membros da equipe de Trump estavam em contato com autoridades russas durante a campanha presidencial.

No entanto, Trump e a Casa Branca negaram as alegações do jornal.

A inteligência americana informou que a Rússia interferiu na campanha eleitoral dos Estados Unidos e que, em grande medida, apoiou o candidato republicano, que venceu.

Segundo as informações divulgadas pelo jornal, Cohen é casado com uma ucraniana, vive na Trump Tower em Manhattan e é assessor especial do chefe de Estado desde 2007.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos