Sírio é julgado na Áustria após reivindicar 20 mortes em seu país

Viena, 22 Fev 2017 (AFP) - As autoridades austríacas iniciaram nesta quarta-feira o julgamento de um migrante sírio suspeito de ter matado 20 soldados em seu país.

O homem, de 27 anos, foi detido em um centro para refugiados no oeste da Áustria em junho, depois de ter sido denunciado por um compatriota.

O migrante é acusado de 20 homicídios na qualidade de crime terrorista.

Segundo a imprensa local, ele teria se vangloriado de ter matado e ferido soldados leais ao regime sírio na cidade síria de Homs entre 2013 e 2014. Mas depois negou os crimes.

A Áustria não pode extraditar o indivíduo por causa da guerra civil na Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos