Procuradoria da Colômbia concede primeiras anistias a membros das Farc

Bogotá, 27 Fev 2017 (AFP) - A Procuradoria da Colômbia anunciou nesta segunda-feira que outorgou as primeiras quatro anistias a membros das Farc, dentro da aplicação do pacto de paz selado entre a guerrilha e o governo.

Segundo um comunicado do ente investigador, em cumprimento das leis aprovadas "como resultado do processo de paz com as Farc, a Procuradoria Geral da Nação informa que, em 23 de fevereiro deste ano, a entidade recebeu 98 pedidos de anistia".

"Depois de verificar os diferentes sistemas de informação, a Procuradoria Geral da Nação tramitou os primeiros quatro pedidos: um em Paz de Ariporo (Casanare, leste) e três em Neiva (Huila, oeste)", detalhou o órgão.

Apenas certos guerrilheiros das Farc podem ser contemplados com a anistia. Outros rebeldes optaram por solicitar liberdade condicional, porque cumpriram mais de cinco anos de pena por crimes que não são anistiáveis.

Desta forma, a Procuradoria informou hoje que "tramitam 72 pedidos de liberdade condicional apresentados por membros das Farc desmobilizados".

A decisão sobre estes pedidos devem ser anunciadas nos próximos dias pelo Tribunal Superior de Bogotá.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos