Ataque aéreo americano mata líder da Al-Qaeda no Afeganistão

Washington, 26 Mar 2017 (AFP) - Um líder da Al-Qaeda, Qari Yasin, vinculado a vários atentados no Paquistão, morreu no Afeganistão no dia 19 de março em um ataque com drone americano, anunciou o Pentágono.

"A morte de Qari Yasin é a evidência de que os terroristas que difamam o Islã e deliberadamente apontam contra pessoas inocentes não escaparão da justiça", afirmou o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, em um comunicado.

Qari Yasin, um paquistanês natural da província de Baluchistão (sudoeste), era acusado de participação em vários atentados, como o de 2008 contra o hotel Marriott de Islamabad, que deixou dezenas de mortos, incluindo dois militares americanos.

Também era acusado de envolvimento no ataque de 2009 contra o ônibus que transportava a seleção de críquete do Sri Lanka em Lahore, que matou seis policiais paquistaneses e dois civis, além de ter deixado seis atletas feridos.

O Pentágono informou que Yasin morreu em um ataque aéreo na província de Paktika, perto da fronteira com o Paquistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos