México tem quarto jornalista baleado em um mês

Veracruz, México, 29 Mar 2017 (AFP) - O jornalista Armando Arrieta, chefe de redação de um jornal de Veracruz, ao leste do México, foi baleado nesta quarta-feira (29) e encontra-se em estado grave, somando o quarto ataque por arma de fogo a jornalistas no país no mês de março.

"Está em estado grave, atiraram nele quase à queima roupa", contou à AFP Jorge Morales, secretário executivo da Comissão do Estado para a Atenção e Proteção dos jornalistas no estado de Veracruz, um dos mais violentos do país.

Morales deu essas declarações enquanto era levado ao hospital onde Arrieta tinha sido internado de madrugada, após o ataque.

O jornalista ferido dedicou mais de 20 anos de trabalho ao jornal "La Opinión" da cidade de Poza Rica, do qual já foi diretor editorial.

Na quinta-feira passada (23), a jornalista Miroslava Breach foi assassinada em Chihuahua, ao norte do México. Esse crime despertou a indignação de organizações internacionais, principalmente por ser o terceiro assassinato de um jornalista este mês no país.

No dia 19 de março, foi morto o também mexicano Ricardo Monlui Cabrera, quando saía de um restaurante em Veracruz, no qual estava acompanhado de sua mulher e filho.

Em 2 de março, o jornalista Cecilio Pineda foi morto a tiros no estado de Guerrero, sudoeste do México.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos