Coalizão diz que restam menos de 1.000 extremistas em Mossul

Washington, 30 Mar 2017 (AFP) - A coalizão internacional contra o grupo Estado Islâmico (EI) estima que restam menos de 1.000 extremistas em Mossul, onde as forças iraquianas continuam travando fortes combates, afirmou nesta quinta-feira um oficial militar americano de alto escalão.

Quando a ofensiva sobre o oeste da cidade começou, em meados de fevereiro, havia "cerca de 2.000" extremistas, mas "pensamos que são menos da metade agora", disse o coronel Joe Scrocca, um porta-voz da coalizão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos