Turquia manterá presença militar na Síria

Ancara, 31 Mar 2017 (AFP) - O exército turco anunciou nesta sexta-feira que manterá a sua presença na Síria, apesar do fim da operação "Escudo de Eufrates", lançada no final de agosto no norte do país.

"Nossas atividades continuam em razão da necessidade de proteger nossa segurança nacional, a fim de evitar a formação de entidades indesejáveis (curdos), permitir que nossos irmãos e irmãs da Síria voltem para suas casas e garantir a estabilidade e a segurança na região", declararam as Forças Armadas Turcas (TSK) em um comunicado.

De acordo com a TSK, "a operação Escudo de Eufrates, lançada em 24 de agosto em coordenação com as forças da coalizão, foi concluída com sucesso".

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou na quarta-feira o fim da operação conduzida contra os extremistas do Estado Islâmico (EI) e as milícias curdas, mas não havia informado se as tropas turcas iriam se retirar da Síria.

No contexto desta operação, os rebeldes sírios apoiados pela Turquia recuperaram das mãos do EI o controle de várias localidades, incluindo Jarabulus, Al Rai, Dabiq e, finalmente, Al Bab, onde o exército turco sofreu pesadas perdas.

Esta cidade estratégica, localizada a apenas 25 km da fronteira com a Turquia, era o último reduto do EI na província síria de Aleppo (norte).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos