Confrontos entre manifestantes 'antifascistas' e policiais em Paris

Em Paris

  • AP Photo/Kamil Zihnioglu

    Polícia joga spray de pimenta contra manifestantes "antifascistas" na França

    Polícia joga spray de pimenta contra manifestantes "antifascistas" na França

Cerca de 300 manifestantes, ditos "antifascistas", entraram em confronto com a polícia neste domingo à noite (23) em Paris, deixando dois feridos, após o primeiro turno da eleição presidencial.

As forças de segurança enfrentaram os manifestantes, posicionados na praça da Bastilha. Os jovens, alguns com toucas ninja, lançaram garrafas e bombas contra os agentes. Três pessoas foram presas, segundo a polícia.

De acordo com os bombeiros, um rapaz sofreu traumatismo facial, enquanto uma jovem teve ferimentos no rosto e no pescoço. Seu caso é de "urgência relativa".

Com o microfone em mãos, um organizador pediu que ao grupo se manifestasse "contra Marine [Le Pen] e contra [Emmanuel] Macron".

Os manifestantes atendiam a um chamado dos movimentos "antifascistas", que pretendiam organizar uma "noite das barricadas". As forças de segurança impediram a circulação até esta emblemática praça, situada no leste da capital francesa.

"Viemos protestar contra a farsa que esta eleição representa", declarou um ativista à AFP, pedindo para não ser identificado.

"Todos os principais candidatos, Macron, Fillon, Le Pen, estão lá apenas para perpetuar o reino da oligarquia que confisca o poder e rouba as riquezas do povo. Eles não têm qualquer legitimidade. Existe, portanto, uma grave crise de representatividade na França", completou.

Cinco carros foram queimados no 10º Distrito da capital, segundo a polícia.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos