Outros cinco policiais morrem no Quênia por bomba da Al-Shabab

Nairóbi, 25 Mai 2017 (AFP) - Cinco policiais morreram nesta quinta-feira quando seu veículo se deparou com um artefato explosivo em uma estrada no leste do Quênia, um dia depois de dois atentados similares que deixaram oito policiais mortos na mesma região, segundo um responsável de segurança.

"Os cinco policiais mortos no ataque estavam a caminho para reforçar nossa operação em curso até Liboi", cidade fronteiriça com a Somália, declarou o coordenador da região Nordeste, Mouhamud Ali Saleh.

O ataque ocorreu no condado de Garissa, entre as cidades de Malelei e Kulan, afirmou a Cruz Vermelha queniana.

Foi reivindicado, assim como os dois de quarta-feira, pelos extremistas somalis da organização Al-Shabab, afiliada à Al-Qaeda, segundo o grupo de Inteligência SITE, especializado na vigilância das páginas da Internet de islamistas.

Na quarta-feira, oito policiais morreram em circunstâncias similares em dois atentados diferentes, nos condados de Garissa e de Mendera, fronteiriços com a Somália no leste do Quênia.

A polícia queniana alertou na segunda-feira sobre um aumento da atividade dos islamitas na região.

A Al-Shabab jurou acabar com o frágil governo somali apoiado pela comunidade internacional e pelos 22 mil homens da força da União Africana na Somália (AMISOM).

Desde sua intervenção militar no sul do país em 2011 para combater a Al-Shabab, o Quênia tem sido alvo de vários atentados mortais, como o do centro comercial de Westgate de Nairóbi - 67 mortos em setembro de 2013 - e o da Universidade de Garissa - 168 vítimas em abril de 2015.

str-tmc/ndy/cyb/ra/mb/cb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos