Governo relata ataques e queima de máquinas antes da votação da Constituinte de Maduro

Caracas, 30 Jul 2017 (AFP) - A presidente do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela, Tibisay Lucena, informou neste sábado (29) a ocorrência de "ataques e queimas de máquinas" de votação em algumas cidades, na véspera da eleição para definir a Assembleia Constituinte promovida pelo presidente Nicolás Maduro.

"Tivemos dificuldades em todo país. Apenas em oito municípios, uns quatro em Táchira [na fronteira com a Colômbia] e temos quatro municípios em Mérida", disse Lucena, de acordo com uma mensagem transmitida pela televisão estatal.

Ainda segundo ela, fotografias mostrando ataques e queima de máquinas foram publicadas nas redes sociais.

No Twitter, circulou um vídeo de pessoas chutando máquinas de votação no meio da rua em Queniquea (Táchira), enquanto que, em Palmira, no mesmo estado, vê-se o material eleitoral sendo incendiado.

"Queremos dizer: estamos resolvendo. Já voltamos a produzir essas máquinas que foram queimadas e estão em seus estados, estão em seus municípios e vão estar nos locais que estamos disponibilizando para garantir aos eleitores o direito ao voto", frisou Lucena.

A eleição da Constituinte acontece neste domingo (30), em meio a uma onda de protestos da oposição que já deixou 113 mortos em quatro meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos