Presidente catalão não comparecerá ao Senado espanhol

Barcelona, 25 Out 2017 (AFP) - O presidente catalão Carles Puigdemont não comparecerá ao Senado espanhol para apresentar suas alegações antes que a câmara alta aprove na sexta-feira a tomada de controle desta região por parte de Madri, informaram fontes do governo catalão.

"Ele não irá nem na quinta nem na sexta", os dois dias que o Senado ofereceu ao líder regional para se explicar.

"O motivo é que o governo espanhol já anunciou que vai aplicar o artigo 155" da Constituição para intervir na autonomia da região, afirmou uma fonte do governo .

Nos últimos dias, Puigdemont tinha se mostrado disposto a ir ao Senado, o que foi entendido como um gesto de boa vontade por parte do líder separatista.

Na sexta-feira, o Senado espanhol deve aprovar uma bateria de medidas sem precedentes em 40 anos de democracia, com as quais o governo de Mariano Rajoy quer liquidar o desafio separatista das autoridades catalãs.

Nesse dispositivo, amparado pelo artigo 155 da Constituição, está o bloqueio do governo de Puigdemont, a convocação de eleições regionais em um prazo máximo de seis meses e a tomada de controle da polícia catalã.

Isso inaugurará um cenário inédito, no qual a grande dúvida é se o governo de Rajoy seria capaz de conduzir a situação na Catalunha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos