Trump adia liberação de alguns arquivos "sensíveis" sobre assassinato de Kennedy

Washington, 26 Out 2017 (AFP) - Os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos liberarão nesta quinta-feira 2.800 documentos sobre o assassinato do presidente John F. Kennedy, mas adiará a publicação de alguns arquivos "sensíveis" em convergência com o presidente Donald Trump, informaram os funcionários.

Trump concordou em adiar a publicação de alguns documentos vinculados ao assassinato em 22 de novembro de 1963 a pedido da CIA, do FBI e outras agências, disseram as fontes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos