Puigdemont defende "desacelerar" a independência da Catalunha para evitar violência

Bruxelas, 31 Out 2017 (AFP) - O presidente separatista destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, defendeu nesta terça-feira "desacelerar" a independência para evitar a violência na região espanhola, em uma coletiva de imprensa em Bruxelas, quatro dias após proclamar a secessão.

"Não se pode construir a república de todos com base na violência", disse Puigdemont, acrescentando: "Se essa atitude tem como preço desacelerar a implantação da república, devemos considerar que esse é um preço razoável".

Puigdemont também negou sua intenção de pedir asilo, explicando sua permanência na Bélgica por "segurança".

dbh-al/mck/ra/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos