Sobe para 155 o número de mortos em ataque à mesquita no Sinai egípcio

Cairo, 24 Nov 2017 (AFP) - Ao menos 155 pessoas morreram nesta sexta-feira no ataque contra uma mesquita no norte do Sinai egípcio, segundo novo balanço comunicado pelo jornal governamental Al Ahram.

Também 75 pessoas ficaram feridas neste ataque, cometido por homens armados, que visaram os fieis durante a grande oração semanal, segundo a mesma fonte.

O atentado aconteceu no vilarejo de Bir al-Abed, a oeste de Al-Arish, a capital da província do Sinai do Norte.

Os criminosos explodiram uma bomba antes de abrirem fogo contra as pessoas na mesquita, entre elas membros do exército.

A presidência decretou três dias de luto nacional.

Desde 2013 e a destituição pelas Forças Armadas do presidente islamita Mohamed Mursi, grupos jihadistas, incluindo a facção egípcia do Estado Islâmico (EI), atacam regularmente as forças de segurança egípcias no Sinai do Norte.

Muitos policiais e soldados, bem como civis, já morreram nesses ataques.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos