Milhares de sírios têm retornado a cada mês da Jordânia

Amã, 27 Nov 2017 (AFP) - Cerca de mil sírios, que encontraram refúgio na Jordânia para escapar da guerra, estão retornando a seus país todos os meses desde o estabelecimento em julho de um cessar-fogo no sul da Síria, informou a ONU nesta segunda-feira.

"A média de sírios que voluntariamente retornaram ao seu país aumentou desde a implementação em julho de um acordo de cessar-fogo no sul do país", indicou o porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) na Jordânia, Mohamed Al Hiwari.

"Esse número chega a cerca de mil por mês, em média", anunciou.

No dia 9 de julho, um cessar-fogo entrou em vigor nas províncias de Deraa, Quneitra e Sueida por iniciativa da Rússia, Jordânia e Estados Unidos.

Estas três províncias fazem parte das quatro "zonas de distensão" estabelecidas por um acordo em maio entre a Rússia e o Irã, aliados do regime sírio, e a Turquia, que apoia os rebeldes.

Segundo o Acnur, cerca de 680 mil sírios encontraram refúgio na Jordânia desde o início do conflito sírio em março de 2011. As autoridades jordanianas dizem que recebem 1.3 milhão de sírios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos