PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Juncker rejeita 'qualquer preconceito' sobre novo governo da Áustria

19/12/2017 23h34

Bruxelas, 20 dez 2017 (AFP) - O presidente da Comissão Europea, Jean-Claude Juncker, se negou nesta terça-feira a emitir "qualquer preconceito" sobre o novo governo austríaco do chanceler conservador Sebastian Kurz, que governará com o partido de extrema direita FPÖ.

"Não é absolutamente meu objetivo fazer o menor comentário sobre o governo que acaba de se formar (...) Me oponho a qualquer preconceito", afirmou Juncker após um encontro em Bruxelas com Kurz.

O austríaco de 31 anos se tornou na última segunda-feira o dirigente mais jovem mundo, à frente de um governo em que a extrema direita obteve ministérios importantes, como Interior, Relações Exteriores e Defesa.

"É um governo com posicionamento muito claramente a favor da Europa e isso é o que importa para mim", insistiu Juncker.

"Vamos julgar o governo austríaco como a todos os governos, por seus atos", disse o presidente da Comissão Europeia.

Kurz, que reiterou as declarações de fidelidade à UE apesar de sua aliança com uma extrema direita eurocética e pró-russa, manteve o mesmo tom nesta terça-feira.

O chanceler garantiu que quer "reforçar a Europa nos assuntos importantes", mas que deseja que o bloco desempenhe um papel mais discreto em questões de menor importância.

"Somos um país pró-europeu, somos um governo pró-europeu", insistiu o líder cujo país exercerá a presidência pro tempore da UE no segundo semestre de 2018.

Internacional